Tuesday, September 4

Já perdi a conta dos dias passados sem escrever, sem sentir o poder que os sentimentos podem ter nas palavras e no que escrevemos, e quase me esqueci do que sentia ao expressá-los nesta página de word branca que me encorajava a escrever. E é por isso que, esta noite, aqui volto, entre melodias que me levam a sonhar e a sentir tudo, como se fosse a primeira vez, aqui perdida entre memórias deste verão, esquecendo o tempo que passou e que já não pode ser alterado. E é aqui, esta noite, que me apetece fugir e abraçar quem eu mais quero, quem me faz sentir protegida só por uma palavra ou um sorriso, alguém que parece que está no fim do mundo mas no fundo aqui tão perto. Entre explosões de emoções e memórias, entre saudades e tristeza por estes quilómetros que nos separam, ofereço-te o meu coração. A ti. A ti que também me ofereceste o teu, sem te exigir nada, sem esperar, sem imaginar sequer. A ti. Só a ti, que agora consegues estar mais perto de mim que quase eu própria. Só por isso, é teu. Todo teu. E sabes, tens o sorriso mais bonito do mundo.

No comments:

Post a Comment