Thursday, December 6

Esta noite dormi quente e confortável, sonhei contigo outra vez, como se estivesses mesmo aqui ao pé de mim, parece que te senti mesmo. Tinhas-me mandado mensagem a dizer que vinhas ao Barreiro jogar, e eu fui ver o teu jogo. No final vieste ter comigo, agradeceste-me e ficámos ali, sentados numa pedra à beira da estrada, a matar saudades, a falar durante horas como antigamente, a rir até nos doer a barriga, a darmos um ao outro o melhor de nós, e depois, oh depois... fomos só nós, tu e eu, unidos pelos nossos olhos, pelos nossos lábios, pelos nossos corações, e pelo tempo. Há coisas que não se esquecem. Estou sempre a lembrar-me de ti e não quero, quero recuar no tempo e apagar-te da minha vida, não me quero lembrar do que senti por ti, do que queria sentir outra vez. Não quero fingir que nunca fizeste parte da minha vida, que nunca partilhámos nada e que mal nos conhecemos, a solução era apagar o teu esboço do meu livro de desenhos. Lembro-me tão bem de ti e conheço-te tão bem, a ti, as tuas manias, as tuas qualidades, os teus defeitos. Consigo quase ler-te o coração, sem ser preciso dizeres-me nada. O tempo passa mas eu continuo a lembrar-me de ti como se fosse hoje que nos tivéssemos conhecido. És tu, oh tu... and I miss you

5 comments:

  1. amem-se muito. vivam o amor <3

    ReplyDelete
  2. mas ainda o amas? vivem como se fossem namorados princesa. ou então percebi mal.

    ReplyDelete
  3. então é um rapaz muito bonito e doce do coração para hoje ainda te recordar, te falar, como se tudo não tivesse acabado. recorda-o sempre com carinho porque merece pelo que me contaste, linda <3

    ReplyDelete
  4. mas vive feliz princesa. e segue a tua vida. <3

    ReplyDelete