Wednesday, February 13

Estou no carro. Os vidros estão embaciados. Ponho os fones ainda enrolados. Ligo o mp3. No meio de melodias, estou bem longe, talvez não me consigas apanhar, acho que me perdi. As árvores passam, os minutos passam, a chuva passa, e eu estou perdida. A nossa música começa a tocar. As lágrimas correm-me cara abaixo. Impressionante como sempre que oiço esta melodia, o meu coração bate mais depressa. Lembro-me de tudo, como se tivesse sido ontem. Ou hoje. Como se ainda passeássemos pela praia, jogássemos às cartas, ou apenas conversássemos. Como se ainda me adormecesses e eu te acordasse. Como se estivéssemos sentados naquela mesa de pedra, os dois, sozinhos. Como se fosse dia 30. Como se me mandasses mensagens a meio da noite. Esta noite. Como se tivesse estado contigo há dois minutos atrás, como se ainda chamasses por mim e entrelaçasses os teus dedos nos meus. Hoje despeço-me com um beijo. "every day, every night ... stayind by my side ... no matter what happens, I can't let you go" e assim vou eu murmurando baixinho. Só queria que tivesses ficado.

No comments:

Post a Comment