Saturday, February 16

Precisava de alguém novo que abrisse a porta quando eu a fechasse, que ficasse apesar de estar feia, gorda, mal vestida, com o cabelo mal penteado, que ficasse por ficar, por mim, por uma amizade, por aquilo que duas pessoas constroem juntas, pelo que a vida tem de melhor, isso, pela vida. Queria conhecer pessoas boas para a minha vida, para além das mesmas de sempre, que permanecem, que ficam comigo mesmo quando tenho borbulhas ou uma blusa azul e umas calças amarelas, que sabem que quando digo sim é não, e quando digo talvez é sim. Alguém novo que partilhasse luares e telhados comigo, alguém com quem trocasse anéis, malas ou um livro, porque ficam bem com a minha roupa ou porque temos gostos parecidos, e quem ouvisse os meus desabafos mesmo comigo mal vestida e despenteada ao final de uma tarde à beira-mar. Pessoas boas. Como vos quero. Como vos preciso. Preciso de um cheiro novo de um creme, de um perfume, preciso de sol, de primavera e de pessoas, diferentes, boas pessoas. Vida.

1 comment: