Tuesday, March 5

Não te vi do outro lado do passeio mas senti-te comigo, de coração. Sei que há algo que ainda nos liga, nem que seja carinho,só um pouco ou quem sabe muito. Temos um passado juntos, que jamais se pode apagar, temos dias gravados na nossa memória e quem sabe, quando tivermos 80 anos, nos lembremos deles. Há coisas que não te esqueceste, que eu nunca me poderia esquecer, tu sabes. Mas o teu nome já não aparece no ecrã do meu telemóvel com um coração. Essa é a realidade. Ainda assim, parabéns meu... Nada, tu não és meu. Gostava que a longa conversa de hoje se prolongasse, mas é errado. Se calhar tudo isto é errado. Já viste bem o estado de confusão em que me deixas? Gosto desta sensação, parece que ao fim de tanto tempo as coisas não mudaram assim tanto e tu continuas a estar cá para mim como eu estou sempre para ti. Sei que eras o rapaz certo na altura errada. Poderíamos ter tido tudo...
- Já tens saudades do verão?
- Não, tenho saudades tuas

No comments:

Post a Comment