Sunday, April 28

Este fim-de-semana foi ótimo. Saí do Barreiro, fui para perto da praia. Descansei , saí com os meus amigos, fui às compras com a minha mãe e tive tempo para estudar. Gosto de dias assim, ocupados mas cheios de energias positivas.

Friday, April 26

Queria deixar de me lembrar de ti, poder ouvir musicas que ouvia quando andávamos sem pensar em ti e quase chorar, queria poder responder que já te esqueci e que não significas nada para mim quando me perguntassem por ti. Nunca mais aparece ninguém que me desperte as emoções que me despertaste, que me faça feliz e diferente como fizeste, que me dê carinho, aquela sensação única. Estou (muito) bem sozinha mas há dias como este em que preciso de alguém ao meu lado para partilhar os meus problemas, minha tristeza, alguém que me diga que vai ficar tudo bem quando está tudo mal, alguém que me abrace e não diga mais nada.
"Quando se ama alguém, tem-se sempre tempo para essa pessoa. E se ela não vem ter conosco, nós esperamos. O verbo esperar torna-se tão imperativo como o verbo respirar. A vida transforma-se numa estação de comboios e o vento anuncia-nos a chegada antes do alcance do olhar. O amor na espera ensina-nos a ver o futuro, a desejá-lo, a organizar tudo para que ele seja possível. É mais fácil esperar do que desistir. É mais fácil desejar do que esquecer. É mais fácil sonhar do que perder. E para quem vive a sonhar, é muito mais fácil viver."
Tenho saudades de me sentir apaixonada, de ser esse o motivo de eu cantarolar a toda a hora, de dar o melhor de mim, daquelas borboletas na barriga, de ansiedade e muita vontade de estar sempre com a pessoa. Até tenho saudades daquelas saudades saudáveis quando estamos um dia ou dois sem nos vermos. Às vezes acho que tenho um problema qualquer por ninguém se interessar por mim e não poder viver este amor saudável que deve ser vivido na adolescência. Às vezes estou tão feliz que tenho necessidade de partilhar essa felicidade com alguém que me queira tão bem como lhe quero.

Wednesday, April 24

Acordo todos os dias feliz porque vou estar convosco, porque vou partilhar conversas, momentos e emoções com cada um de vós, porque a cada dia de passa somos mais amigos e unidos, cada vez mais fortes. É tão bom ter amigos assim. São um dos meus orgulhos.

Monday, April 22

Na sexta-feira estive na zona histórica da minha cidade a tirar fotografias para o meu trabalho de Geografia A sobre os problemas urbanos. Estou muitas vezes nesta zona com os meus amigos mas nunca tinha reparado no grau elevado de abandono e de degradação em que se encontra. É triste porque sei que é o que acontece com a maioria das zonas histórias de uma cidade. São necessárias medidas de recuperação, na minha e em todas as outras. Aqui estão algumas (poucas) das muitas fotografias, que me deixam triste.
Eu continuo a sonhar, todos os dias

Sunday, April 21

Dou-te mais, sempre mais, sempre que posso e me deixam. Sem ti já não consigo ser totalmente eu. Tenho vontade de te dar o maior abraço do mundo, porque és o meu melhor amigo e eu tenho saudades tuas. <3 <3

Sunday, April 14

apaixonei-me por isto
Um sol tão bom e eu em casa a estudar para o intermédio de filosofia... Ninguém merece
Precisava de te ter todos os dias comigo. Gosto de ti, muito.
- Oi gato :$$$$
- (riso surpreendido) uhuh estou a gostar AHAHAH
- :o desculpa, foi engano

Thursday, April 11

Tenho a sensação que estou a desperdiçar uma oportunidade de ser feliz por ter medo, por não ter coragem de me mostrar interessada numa coisa que se calhar estou. Eu achei-te divertido, gostei de te conhecer, comentei com o meu melhor amigo. Tu sem saberes comentaste com ele que me achavas gira e perguntaste qual era o segredo para me ter sempre ao pé dele. Já te mandei beijinhos e tu respondeste "beijinhos também para a minha jóia". És muito engraçado, tu. E hoje passamos um pelo outro e não nos falamos. Eu não te falo porque tenho vergonha, e tu não me falas porque... não sei... mesmo que te veja a olhar para mim. E muitas vezes.

Tuesday, April 9

Estive até agora a melhorar o meu suposto trabalho de grupo de História A. Estou orgulhosa porque sei que o mérito do trabalho é 70% meu e 30% dos restantes três elementos do grupo que a esta hora já devem estar a dormir há muito tempo. Espero um dia ser recompensada por não desistir facilmente das coisas e querer ser sempre melhor.
Os próximos dias, para além da escola e do ginásio, vão ser passados a estudar para o intermédio de filosofia e a ler "Os Maias".
Ah, Inscrevi-me para a maratona de 4 horas do meu ginásio. Hoje tive um treino intenso, já me estão a doer os músculos. Mas... ai como eu adoro isto...
Boa Semana para todos! Cheia de energias positivas.

Sunday, April 7

Acho que tenho tanto para oferecer, de coração, tanto para dizer, demonstrar, sorrir e viver. Tantos sorrisos entre raios de sol, entre um e outro gesto que ficam no coração e na memória enquanto só duas pessoas existem: eu e tu. Mesmo sem saber quem és, sem saber o que me espera, a quem entregarei, de coração, o meu sorriso, eu sei que sou feliz e vou sempre ser. As pessoas que sabem valorizar a verdade de um sorriso jamais se perderão entre viver e sobreviver.
"Deus ajuda quem trabalha!" Vamos lá voltar ao estudo de Filosofia
Após um sábado a ler "Os Maias" e um domingo a fazer trabalhos de casa e a estudar para o intermédio de filosofia, só me apetece ir para o meu gym. Era capaz de fazer disto a minha vida.

Saturday, April 6


“- Quer um cigarro? - Não fumo.

- Eu também não fumo.
- Então por que você carrega esse maço?
- Apenas pra oferecer a quem passar.
- E qual seria o sentido disso?
- Alguma pessoas fumam pra se acalmar. 
- Você está fazendo muito mal a elas. 
- Talvez. 
 - Como talvez? 
- Você não entenderia. 
- Tenho tempo, explique sua teoria. 
- Na verdade é uma troca.
- Troca?
- Qual é o tempo que se leva pra fumar um cigarro? 
- Não faço ideia. 
- Bom, geralmente cinco minutos. 
- E o que isso tem a ver? 
- Eu dou um cigarro, e algumas pessoas param, se param, conversam, e eu ganho cinco minutos com elas. Se o cigarro acabar e a conversa continuar, a pessoa precisava falar.
- Isso é um pouco cruel, não acha?
- Nem sempre.
- Por que não seria?
- Algumas pessoas estão envenenadas com o ódio que guardaram dentro de si. E esse tipo de veneno não afeta apenas o corpo, afeta a alma. A cura pra esse male pode ocorrer em apenas cinco minutos de uma boa conversa, as pessoas precisam serem ouvidas mas não encontram quem as possa ouvir, fazendo assim florescer um sentimento horrível de incompreensão carregado de solidão. Eu sei, estou ciente, cigarro mata, é claro que mata, mas mata a longo prazo, já o ódio pode matar diversas vezes a mesma pessoa em apenas um único dia.” Sean Wilhelm
A minha tarde de sábado...
Estava deitada na minha cama a ouvir música e veio-me um olhar à memória. O teu. Aquele olhar que se cruzou com o meu quando olhei para dentro da sala de estar, aquele olhar que naquela noite me deixou vermelha que nem um tomate. Mesmo com vergonha, houve alguma coisa que naquele momento me deu coragem e me levou até ti. 'Boa noite' disse eu. E, quando dei por mim, estavas a cumprimentar-me, super simpático. Passado um bocado estávamos sentados lado a lado a jantar, e eu mal conseguia olhar para ti, tal era a vergonha. Até fiquei sem fome. Lembro-me de estarem todos a olhar para mim e dizerem-me que eu estava toda vermelha. Mais vermelha fiquei. Lembro-me de me cruzar contigo duas vezes no corredor porque fui ao quarto e tu foste à casa de banho. Lembro-me de gozares comigo porque eu não gosto de leitão. Lembro-me quando vinhas da cozinha, sorriste e ficamos uns dez segundos a olhar um para o outro. Tentei esconder a vergonha, o nervosismo, a minha felicidade por não sei bem o quê. Qualquer coisa de inexplicável, inesperado. Uma energia qualquer que me entrou pelo coração e o fez palpitar mais depressa, desde o primeiro momento que te vi até a última ponta da tua mão que me fazia adeus no final da noite. Mas foi mesmo isso, não passou de uma noite.
Até é bom só me lembrar de ti de seis em seis meses.

Friday, April 5

Esta semana várias pessoas me perguntaram o que se passava comigo porque me viam triste. Já não estou a aguentar guardar tudo para mim. Uma colega minha não me larga, anda agarrada a mim a toda a hora e faz-se tanto de vítima, ao ponto de me dizer que, quando há duas versões de testes, calha-lhe sempre o mais difícil. Pede-me todos os apontamentos e se não lhe passo fala-me mal e fica amuada. Sabem a sensação de terem alguém sempre atrás de vocês, para todos os sítios que vão? Todos da minha turma foram buscar "Os Maias" à biblioteca porque se esquecerem em casa, e ela não foi porque não lhe apeteceu e queria ler pelos meus. Quando há dois temas à escolha para uma composição, ela faz o que eu faço, não consigo entender porquê. Não gosto de pessoas assim e não sei como lidar com elas. 
A minha auto-estima não sobe. Mesmo que hajam dias em que me sinto mais feliz, há sempre alguma coisa que me volta a deitar a baixo. Acho que não sou suficientemente boa para ninguém, que nenhum rapaz é capaz de me achar especial, que não consigo mostrar quem eu realmente sou, que não consigo ser divertida e descontraída.
Neste momento acho que não consigo ser positiva.

Wednesday, April 3

Hoje vou dormir com vontade de chorar. Estou rodeada de pessoas que não se esforçam para nada, que se fazem de vítimas, que tentam subir na vida à custa dos outros, que se acham melhor que os outros. Não consigo ver isto tudo a passar-se à minha volta e ficar calada ou aceitar que há pessoas assim. Não tenho de levar com essas pessoas. Sejam honestos.

Monday, April 1

Não havia melhor maneira de acabar as minhas férias, fui lanchar com o meu melhor amigo. Sabem aqueles dias em que tudo o que precisam é de uma pessoa que vos oiça e diga que tudo vai ficar bem? Foi assim. E depois, treino intenso para queimar as calorias da Páscoa. Ainda não me mentalizei que amanhã tenho de acordar as 7h da manhã. Acho que o problema nem é ir para a escola, eu até gosto. É só mesmo ter de acordar cedo e ter teste intermédio e exames. Ainda me sinto cansada do 2º Período. Amanhã vou estar assim, em modo beicinho :c
Bom primeiro dia de aulas para todos. 
Meus lindinhos, desculpem a minha ausência mas estive uns dias fora de casa. Uma das minhas melhores amigas fez anos, fomos passear para o Estoril e Cascais e fomos sair à noite. Conheci muitas pessoas, adorei. Personalidades diferentes, pessoas boas, divertidas, gostei mesmo. Queria ter mais amigos assim, que me dessem a paz e a diversão que me deram naquele dia. Depois fui para a Costa, passei uns dias com uma grande amiga minha e com a minha família. Aquela miúda é doida, não para um segundo. Lá na Costa também passámos noites diferentes, com pessoas diferentes, a jogarmos jogos e a conversarmos. Gosto de conhecer pessoas novas, de mostrar um pouco de mim. Gosto, gosto. Aqui vos deixo algumas fotografias destes dias.