Saturday, April 6


“- Quer um cigarro? - Não fumo.

- Eu também não fumo.
- Então por que você carrega esse maço?
- Apenas pra oferecer a quem passar.
- E qual seria o sentido disso?
- Alguma pessoas fumam pra se acalmar. 
- Você está fazendo muito mal a elas. 
- Talvez. 
 - Como talvez? 
- Você não entenderia. 
- Tenho tempo, explique sua teoria. 
- Na verdade é uma troca.
- Troca?
- Qual é o tempo que se leva pra fumar um cigarro? 
- Não faço ideia. 
- Bom, geralmente cinco minutos. 
- E o que isso tem a ver? 
- Eu dou um cigarro, e algumas pessoas param, se param, conversam, e eu ganho cinco minutos com elas. Se o cigarro acabar e a conversa continuar, a pessoa precisava falar.
- Isso é um pouco cruel, não acha?
- Nem sempre.
- Por que não seria?
- Algumas pessoas estão envenenadas com o ódio que guardaram dentro de si. E esse tipo de veneno não afeta apenas o corpo, afeta a alma. A cura pra esse male pode ocorrer em apenas cinco minutos de uma boa conversa, as pessoas precisam serem ouvidas mas não encontram quem as possa ouvir, fazendo assim florescer um sentimento horrível de incompreensão carregado de solidão. Eu sei, estou ciente, cigarro mata, é claro que mata, mas mata a longo prazo, já o ódio pode matar diversas vezes a mesma pessoa em apenas um único dia.” Sean Wilhelm

4 comments:

  1. Tão verdadeiro Rita!

    ReplyDelete
  2. Que excerto perfeito! Fiquei completamente rendida a estas palavras...

    ReplyDelete
  3. Que perfeição de texto :)

    ReplyDelete
  4. Somos duas então :)

    ReplyDelete